top of page
Buscar
  • Foto do escritorErica Alonso

Azamara removerá exigência de teste pré-cruzeiro.

Decisão vem após CDC encerrar seu programa covid-19 para relatar casos de coronavírus em navios.

A partir de segunda-feira (25), a Azamara deve abandonar seu requisito de teste de pré-embarque. A linha de cruzeiros exigirá que os passageiros façam um teste de covid-19 nos portos onde ainda é necessário de acordo com os regulamentos do país. Azamara exige que os passageiros com 12 anos ou mais sejam totalmente vacinados pelo menos 14 dias antes da viagem.


De acordo com reportagem da Travel Weekly, prova de vacinação contra a covid ainda será exigida pela armadora que aconselha os passageiros a fazerem o teste “à vontade… para garantir uma experiência de viagem confortável e agradável”. Os testes continuarão disponíveis para os hóspedes, acrescentou a linha.


“A flexibilização de nossa política de testes marca um passo na direção para um retorno à normalidade para o setor de viagens e cruzeiros. O cruzeiro é uma das maneiras mais seguras de viajar, e nossos protocolos de saúde e segurança existentes a bordo garantirão tranquilidade para nossos hóspedes e tripulação à medida que avançamos”, diz a a presidente da empresa marítima, Carol Cabezas.


Enquanto isso, a Princess Cruises confirmou que pode acomodar até 10% dos hóspedes não vacinados na “maioria das viagens”, já que os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA encerraram seu programa covid-19 para relatar casos de coronavírus em navios.


Um porta-voz da linha disse: “A Princess Cruises segue rigorosamente as diretrizes de agências e organizações governamentais, de saúde e reguladoras em todo o mundo. Essas diretrizes são desenvolvidas em consulta com os principais especialistas médicos e de saúde e provaram ser muito eficazes à medida que retomamos as operações em nossa frota. Continuamos a adaptar e evoluir nossas diretrizes de vacinação com base nas circunstâncias em mudança”.


0 visualização0 comentário
bottom of page